Assim na Terra como no Céu

Assim na Terra como no Céu
As Above, so Below --- Assim na Terra como nos Céus

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Levels of Evolution / Níveis de Evolução


The levels of evolution

Hello to all. This is Surian, a friend and brother from the galaxies. Today’s speech tells us about a very important element, the unalienable freedom of acting of the human being, the free will. If we put off all our social obligations, the collective liabilities, the impositions we are taken to believe, if we take these all away, we have a unique human being, with unique actions. This is free will. It is deciding what to do.
God, Which is clearly the Higher Comprehension, is benevolent because He knows the many levels of the human race evolution, and so each individual is set on an evolutional level. The decision is always individual and sovereign, but the following reactions to this decision obey immutable cosmic Laws. We can call them “God’s Laws”. As we are limited, our evolutions is limited, also is our knowledge about these Laws. We know some of them, other ones we are  getting to know now, others we simply ignore. This does not means that they do not exist.
We have the freedom to do whatever we want, but, nevertheless, we are responsible by the course of events. As the old proverb says, planting is optional, but the harvest is mandatory. The result of our harvesting depends on what we plant. If I imagine bad feelings to a person, by anger or envy, I create an action, an intention, a magnetic force. I create a frequency of thoughts, and commence to irradiate and capture sensations on this frequency. In other words, I start to influence and be influenced.
Every human, and we can also say humanoids from all over the galaxies, are under this Law. From the most evolved to the roughest one. Because of that, the most we care about our thoughts, our wishes, our mental acts, the least we suffer the influences of these harmful frequencies.
Free from bad thoughts, we will be free from influences, our acts and our living will be much more independent, self-centered, sober. This is evolution, this is living in love. In some other planets the challenges are different, for example, a drier vegetation, or places where sound does not propagate. Sensorialities – smell, touch, sight, hearing, vary according to environments.  But wishes, hopes, continue to be tested among humans from all the corners.
The Buddhist philosophy preaches the non-thinking to the real illumination. The goal of this hard non-thinking proposition, a deep meditation, is to liberate the vibration in some frequencies that involves possessiveness, self-seeker feelings, negativity.
Catholic and Islamic religions, in varied interpretations models, use the expressions “salvation” and “eternal peace”, on this or other world to achieve the needed “purity of the spirit” to put themselves above the worldly desires.
Spiritism uses the term “meekness”, a philosophic Buddhist-like posture used to dominate impetus and reach self-control without losing consciousness, becoming a daily and constant exercise.
All of them reach this connection, they sense a vibrating force, a pattern at the thoughts frequencies, that become acts, and become things. Many humans today seek physical health, it is also recommended the seek for the healthy mind and “sound” spirit, without negative energetic impregnations. This health in all levels elevates the human being to other frequencies, makes him/her evolutes.
The challenges are on daily basis and very contemporaneous, the concepts are millennial, demanding from us improvements in our posture, in our physical and spiritual lives. It depends on everyone’s will.

Your friend, Surian  


--------- (tradução em português) ------------------------------


Os níveis de evolução

Olá a todos. Aqui é Surian, um amigo e irmão das galáxias. Esta preleção de hoje nos diz sobre um elemento muito importante, que é a inalienável liberdade de ação do ser humano, o livre arbítrio. Se nos despirmos de todas as obrigações sociais, os deveres coletivos, as imposições a que somos levados a acreditar, se tirarmos tudo isso, teremos um ser humano único, com ações únicas. Isso é o livre arbítrio. É decidir o que fazer.
Deus, que é claramente a Compreensão Maior, é benevolente porque sabe dos múltiplos níveis de evolução da raça humana, sendo cada indivíduo colocado numa escala evolutiva. A decisão é sempre soberana e individual, mas as reações que seguem a essa decisão obedecem a Leis Cósmicas imutáveis. Podemos chamá-las de “Leis de Deus”. Como somos limitados, nossa evolução é limitada, também é nosso conhecimento dessas Leis. Conhecemos algumas, outras estamos conhecendo agora, outras simplesmente desconhecemos. Isso não quer dizer que elas não existam.
Temos liberdade de fazer o que queremos, mas, entretanto, somos responsáveis pelo desenrolar dos fatos. Como diz o ditado, a semeadura é facultativa, mas a colheita é obrigatória. O resultado da colheita dependerá do que plantamos. Se eu imagino o mal a uma pessoa, por inveja ou raiva, gero uma ação, uma intenção, uma força magnética. Crio uma freqüência de pensamentos, e passo a emitir e captar sensações dessa freqüência. Em outras palavras, passo a influenciar e ser influenciado.
Todos os humanos, e podemos dizer humanóides de todas as galáxias, estão sob esta Lei. Do mais evoluído ao mais rude. Por isso, quanto mais cuidamos de nossos pensamentos, dos nossos desejos, de nossa conduta mental, menos sofreremos as influências dessas freqüências nocivas.
Livres dos pensamentos ruins, estaremos livres das influenciações, nossos atos e nosso viver estarão mais independentes, mais centrados, sóbrios. Isso é evolução, é viver em amor. Em outros planetas os desafios são diferenciados, por exemplo, uma vegetação muito mais árida, ou locais onde o som não se propaga. As sensorialidades – olfato, tato, visão, audição, variam de acordo com o ambiente. Mas os desejos, os anseios, continuam a ser testados entre os humanos de todos os confins.
A filosofia budista prega o não pensar para a verdadeira iluminação. O objetivo dessa difícil proposta do não pensar, de uma meditação profunda, é exatamente libertar a mente dos desejos, das necessidades materiais, e assim, eliminar a vibração em freqüências que envolvam posse, sentimentos individualistas, negatividade.
As religiões católica e islâmica, em modelos de interpretações variadas, utilizam as expressões “salvação” e “paz eterna”, neste ou em outro mundo para alcançarem a “pureza de espírito” necessária para se colocar acima dos desejos mundanos.
O espiritismo utiliza o termo “mansietude”, uma postura filosófica similar à dos budistas para domar impulsos e alcançar o autocontrole, sem perder a consciência, tornando uma prática diária e constante.
Todos buscam essa conexão, pois pressentem uma força vibratória, um padrão nas freqüências do pensamento, que se tornam atos, que se tornam coisas. Muitos humanos hoje buscam a saúde física, é recomendável também a busca pela mente sã e espírito “leve” sem impregnações energéticas negativas. Essa saúde em todos os níveis eleva o ser humano a outras freqüências, o faz evoluir.
Os desafios são diários e atuais, os conceitos são milenares, exigindo de nós melhorias em nossa postura, em nossa vida física e espiritual. Depende do desejo de cada um.

Seu amigo, Surian